Visita à casa de alemães: 9 dicas para não fazer feio | Besuch bei deutschen Freunden

Está de viagem marcada para a Alemanha para conhecer a (sua futura) família alemã ou chegou há pouco tempo ao país? Então este texto é para você! Veja o que é importante saber ao ser convidado por amigos/familiares alemães para um almoço ou algo do tipo. Vale a pena ressaltar que as dicas abaixo baseiam-se nas minhas experiênicas de 15 anos vivendo na Alemanha, mas é claro que elas não valem para todo mundo…
Vamos lá:

1) Pergunte se você deve levar algo: Agradeça o convite e aproveite para perguntar com o que pode ajudar, por exemplo, levando uma salada, sobremesa ou bolo para a hora do café… Esse hábito é bem comum entre pessoas mais jovens, mas pouco praticado por pessoas mais velhas. Eu, pessoalmente, prefiro sempre perguntar, mostrando assim minha disposição em ajudar. A frase em alemão é a seguinte: Kann ich etwas mitbringen?

 

EDC_VisitaAlemaes2

2) Chegue no horário:  Evite chegar atrasado à casa dos anfitriões. Caso surja algum imprevisto que te impeça de chegar pontualmente, dê uma ligadinha e avise que está a caminho. O/A cozinheiro/a agradece, pois eles provavelmente vão estar com a comida pronta e só esperando para ser servida!

3) Leve um pequeno presente: Se você estiver indo conhecer seus futuros sogros, por exemplo, é aconselhável levar um pequeno buquê de flores para a sogra:) É comum também presentear os anfitriões com chocolates ou um bom vinho.

EDC_VisitaAlemaes3

4) Pergunte se deve tirar os sapatos: Aqui na Alemanha existe em muitas casas (Atenção: Não estou dizendo que isso vale para todas!!!) o costume de pedir ao visitante que tire os sapatos „sujos“ (os que se usa na rua) antes de entrar. O que se costuma oferecer são pantufinhas para não deixar ninguém com os pés gelados! Vale a pena dizer que este costume é bem comum entre pessoas jovens, mas geralmente os mais velhos não o praticam, pois consideram esse hábito uma falta de respeito. Pergunte assim em alemão: Soll ich die Schuhe ausziehen?

 

EDC_Tirar_os_sapatos_01


5) Só comece a comer quando todos estiverem servidos:
Sei que esta frase talvez soe óbvia, mas este ponto é realmente levado a sério por aqui. Todos esperam até que o último tenha se servido. Para desejar “bom apetite”em alemão, diga Guten Appetit!

 

EDC_VisitaAlemaes1

6) Brinde olhando para os olhos da outra pessoa: E tome um gole assim que tiver brindado com todos que estão à mesa com você. Dizem que quem não o fizer, terá sete anos de sexo ruim :) O famoso Prost (que vem do latim Prosit – “aproveite”) não é recomendado por especialistas de estilo e comportamento. Eles afirmam que o correto é dizer, por exemplo,  Zum Wohl…

 

7) Ofereça ajuda para tirar a mesa: Quando acabarem de comer, ofereça sua ajuda na hora de levar as louças para a cozinha. Muitos anfitriões alemães não têm frescura nenhuma e aceitam a oferta, inclusive até te dão a liberdade de colocar as louças sujas na máquina de lavar louças.

8) Prepare-se para respirar ar puro: Esse é um costume praticado por muitos alemães. Geralmente depois do almoço os anfitriões alemães servem café, chá, bolo… Mas antes de continuar a comilança, é comum que se faça um pequeno passeio, mesmo que seja apenas uma volta no quarteirão. E para isso não é preciso estar fazendo sol! Mesmo debaixo de chuva é comum sair para respirar um pouco de ar puro… Vá preparado psicologicamente para isso (rsrsrs)! Para ler mais sobre o assunto, clique aqui

9) Tome cuidado com “armadilhas”: O nosso querido brigadeiro brasileiro tem um irmão gêmeo na Alemanha!  Na verdade, é a chamada (die) Rumkugel – bola de rum. Embora seja idêntica ao nosso famoso docinho (em tamanho gigante… rsrs), ela não tem nada a ver com o nosso querido brigadeiro e o gosto é bem puxado para o lado do rum e do açúcar. Não se deixe enganar:)

EDC_VisitaAlemaes4

Atualização e dica extra muito importante: Não jogue o papel higiênico no cesto de lixo!!! Aqui na Alemanha, papel higiênico deve ser jogado no vaso, pois não há risco de entupimento!

EDC_VasoSanitario_Alemanha_2

Bom, seguindo estas dicas você praticamente não corre perigo de fazer feio em uma visita à casa de alemães:) Mas caso já tenha passado por uma situação constrangedora – justamente por não estar a par dos costumes citados acima -, vou adorar ler seu comentário!

Abraços,
Rode

P.S.: Faltou mencionar que é importante agradecer o convite/pelo jantar no final. Parece meio óbvio, eu sei, mas vale a pena lembrar :) – „Danke für das Essen!“


Viele Brasilianer fragen mich, was man bei einem Besuch bei deutschen Freunden bzw. bei einer deutschen Familie beachten sollte. Daher habe ich in diesem Artikel 9 Dinge zusammengefasst, die für meine brasilianischen Leser neu sein könnten:

1) Bei einer Einladung zum Essen nachfragen, ob man was mitbringen kann.
2) Pünktlich ankommen :)
3) Den Gastgebern eine kleine Aufmerksamkeit mitbringen – einen kleinen Blumenstrauß, Wein oder Schokolade…
4) Fragen, ob man die Schuhe ausziehen soll, bevor man das Haus/die Wohnung betritt.
5) Erst anfangen zu essen, wenn jeder seinen Teller fertig serviert hat – Klingt selbstverständlich, ich weiß, aber das nimmt man in Brasilien nicht so genau (v.a. bei Großfamilien).
6) Dem Gegenüber beim Anstoßen tief in die Augen schauen (oder man läuft Gefahr, sieben Jahre lang schlechten Sex zu haben! *lach*)
7) Dem Gastgeber beim Tisch-Abdecken helfen – klingt auch selbstverständlich, aber ich glaube, dass die meisten Brasilianer nicht genau wissen, ob sie das machen sollen oder nicht – v.a. wenn sie zum ersten Mal bei jemandem zu Hause sind.
8) Nach dem Essen eine Runde rausgehen, um frische Luft zu schnappen – Auch etwas ungewöhnlich für die meisten, die diese Angewohnheit nicht kennen… Aber eine schöne deutsche Tradition!
9) Bei manchen deutschen Speisen besonders gut aufpassen – Es kann schon mal vorkommen, dass ein Brasilianer Rumkugeln zum Beispiel für brigadeiros hält. Das sind typisch brasilianische Pralinen, die wir einfach lieben…

Ich weiß, dass jede Familie ihre eigenen Traditionen und Angewohnheiten hat, aber ein paar „typische“ Dinge gibt es immer! Sie zu kennen, kann helfen, sich im Umgang mit einer anderen Kultur zumindest ein wenig sicherer zu fühlen!

Wenn ihr schon mal lustige Dinge in diesem Kontext erlebt habt, würde ich mich über eure Kommentare sehr freuen…:)

Bis zum nächsten Mal,
Rode
———————-
Blog: www.entre-duas-culturas.de
Facebook: https://www.facebook.com/entre.duas.culturas
Instagram: @entre_duas_culturas
Twitter: @entre2culturas

Veröffentlicht von Rode

Brasileira, residente na Alemanha, docente universitária, blogueira nas horas vagas e apaixonada por idiomas | Brasilianerin in Deutschland, Uni-Dozentin, Bloggerin und mit einer großen Leidenschaft für Sprachen

17 Kommentare

  1. oi Rode, eu morei 12 anos na Alemanha, marido alemão, eu acho seu blog bem informativo pra quem quer saber sobre a Alemanha. Estou acompanhando seus posts.

    Na região em que morei, perto de Stuttgart, nunca vi as Rumkugel. Deve ser um costume da região onde vc mora. Que região vc mora?

    • Olá, Rosangela!
      Obrigada por acompanhar o blog!
      Eu moro em Düsseldorf… Interessante, aqui tem muito delas…
      Abs.,
      Rode

  2. No início cometi muitos equívocos, nao oferecendo pra ajudar ou nao levando algo de presente para o anfitriao. Mas sempre tirei os sapatos pra entrar nas casas, é um hábito que sempre tive também no Brasil. Mas, mesmo que nao tivesse já este hábito, a gente chega sempre chega nas casas/apartamentos e vê aquela montoeira de sapatos na entrada, nao tem como passar desapercebido e entrar de calcado.
    Agora, após anos aqui na Alemanha, a minha dificuldade é fazer com que minhas visitas brasileiras tirem os sapatos sujos sem passar por grossa. No Brasil, para ser „educada“ eu nao falava nada e deixava os convidados entrarem com os calcados com os quais andavam na rua – aos mais íntimos eu oferecia uma pantufa. Mas aqui na Alemanha, ainda mais agora com filho pequeno sempre rastejando pelo chao, sempre solicito que tirem. Vejo que dao um sorrisinho amarelo e tiram. Pra deixá-los mais à vontade explico que aqui no país é um hábito muito comum, e todos que conheco fazem isso.
    Algo que faltou mencionar, é que no final da visita deve-se sempre agradecer. Se foi um jantar, após todos terminarem de comer é pertinente falar „Danke für das Essen“. Apesar de ser meio óbvio, às vezes meio distraídos esquecemos. E é uma forma de demonstrar respeito e todos costumam fazê-lo. Uma vez esqueci de agradecer e o filhinho dos anfitrioes me falou: „Danke für das Kochen sagen, Kátia“. :)
    Muito legal o teu Post, Rode.
    Abraco!

    • Oi, Kátia!
      Essa de tirar os sapatos realmente é meio complicada… Eu tb sempre tento pedir com jeitinho… rsrsrs
      Vou acrescentar a dica do „Danke für das Essen“:) Obrigada!
      Beijos,
      Rode

  3. „Dem Gastgeber beim Tisch-Abdecken helfen“?
    Das ist aber sehr speziell und nicht unbedingt typisch deutsch. Ich z.B. finde es ganz schrecklich, wenn meine Gäste anfangen, das Geschirr abzuräumen. DAS ist doch meine Aufgabe.

  4. Adoro teus post
    Moro no sul do Brasil, sou descendente de alemães. Sono em conhecer a Alemanha um dia.

    A dos 7 anos de sexos ruim aqui no sul é costume tbm. Adaptado para „beber sem brindar, 7 anos sem dar“.

    Kuss
    Vânia

  5. Adorando seu post,sou descendente de alemães.Quando criança falava bem,aliás era obrigada falar em casa.Agora não falo mais nada e ler seus post acaba me ajudando a refrescar a memória.

  6. Da ist eigentlich alles schön treffend aufgeführt. Manche Gewohnheiten sind auch schwer in Brasilien einzuführen. So habe ich hier in SP bei meinem Vorschlag, einen Spaziergang an der frischen Luft zu machen, doch recht selten Erfolg….

      • Oi Rode,boa tarde!

        Estou acompanhando seus posts estou adorando suas dicas estão sendo muito úteis…Essa de tirar os sapatos eu não sabia que os Alemães tmb tinham esse hábito,na minha casa já tenho o costume de tira- los. Nao vou fazer feio 😉
        Estou namorando um rapaz de Dusseldorf fiquei muito feliz em saber que você vive lá também. Eu ainda não fui à Dusseldorf você poderia me dizer qual o melhor mês para visitar a cidade?

        • OLá, Cristiana!
          Eu gosto muito da primavera (abril, maio) e do outono (setembro/outubro)! As fotos ficam lindas nessa época!
          Bom passeio*

  7. Olá. Em um jantar na casa de meus sogros ( decentes de japonês) como qualquer um faria e sem segundas intenções, após cortar a carne deixei a faca espetada na mesma. Ferrou tudo, isso sigificou que eu estava desafiando o dono da casa e desejando sua morte ( era comum entre os samurais antes do duelos, e meu sogro e de familia tradicionalmente samurai). Mesmo sendo decendente de alemão não sei de nada parecido na cultura. O que mais se aproxima é deixar comida no prato, pelo menos aqui, devido às restrições depois da 2° guerra. Tem algo que você possa comentar do que viu aí?

    • Olá, Giovani!
      Que situação, hein?! Uau! Algo do tipo não conheço na Alemanha, não. Mas, como você já disse, não pega bem deixar comida no prato…
      Abraços,
      Rode

Schreibe einen Kommentar

Pflichtfelder sind mit * markiert.