Autobahn: A famosa autoestrada da Alemanha | Die deutschen Autobahnen

EDC_Autobahn_9
As estradas da Alemanha, chamadas de Autobahn(en), são mundialmente conhecidas. Veja aqui algumas características delas:

Em geral, não há limites de velocidade para carros. Em boa parte das autobahns pode-se acelerar o quanto quiser:

EDC_Autobahn_7

Com certeza, esta é a primeira coisa que vem à cabeça das pessoas quando pensam nas autoestradas alemãs, mas há uma velocidade recomendada de 130 km/h aos motoristas… Em determinados trajetos, estipula-se a velocidade máxima a ser seguida:

EDC_Autobahn_2
Geralmente esta limitação de velocidade tem a ver com obras na pista. A mesma é suspensa da seguinte forma:

EDC_Autobahn_4
Algo típico das autoestradas alemãs é a existência de, no mínimo, duas faixas de tráfego em cada sentido, havendo também uma mureta separando as duas direções uma da outra. Outra peculiaridade é o fato de que a pista da esquerda deve ser usada somente para ultrapassar os outros veículos, ou seja, é por ela que se vê passar os carros “voando”…

A palavra Ausfahrt indica a possibilidade de saída de uma autobahn:

EDC_Autobahn_8

No total, são aproximadamente 12.000 km de autobahn em todo o país, o que representa a mais longa extensão dentro da Europa:

EDC_Autobahn_5
Todas as autoestradas na Alemanha são numeradas segundo o seguinte sistema: Recebe-se o A (de Autobahn) e um número. Geralmente as rodovias que vão do norte do país em direção ao sul recebem um número ímpar; já as autoestradas do oeste para o leste recebem um número par. As estradas federais levam apenas um dígito (A1 a A 9), as regionais, dois (A52), sendo que as de menos importância recebem três (A 544 – Aachen).
Este sistema é válido desde 1975.

EDC_Autobahn_6

Muitas pessoas creem erroneamente que as famosas autobahns foram criadas por Hitler. A verdade é que a primeira autoestrada pública da Alemanha foi inaugurada em 1932 por Konrad Adenauer, ou seja, antes da nomeação de Hitler como chanceler da Alemanha, no ano de 1933. Esta autobahn ligava a cidade de Colônia à cidade de Bonn…

Com certeza, o sistema de autoestradas na Alemanha é de altíssima qualidade, principalmete se comparado ao de outros países. Mas não se deixe iludir! Em muitos trajetos, há muitas obras e acidentes, o que causa grandes engarrafamentos!

EDC_Autobahn_3

Aqui na minha região, há sempre muito congestionamento entre Düsseldorf e Colônia. Ficar parado no trânsito perto de Köln-Dellbrück é quase uma certeza! Segundo o ADAC, o maior clube de automobilismo da Alemanha, contou-se em 2013 830.000 km de engarrafamento em todo o país!

Há uma grande discussão acerca da introdução de um limite de velocidade nas autobahns. Os defensores da ideia argumentam que tal decisão diminuiria o número de acidentes na autoestradas e a poluição sonora, além de proteger o meio ambiente. Já os adversários afirmam que uma proibição neste sentido limitaria a liberdade dos motoristas, além de citar possíveis prejuízos econômicos. O interessante é que 56% dos alemães aprovariam a estipulação de 150 km/h como velocidade máxima nas autobahns.

Será que eu esqueci de adicionar algum ponto interessante? Se este for o caso, diga-me!

Para quem já veio de passeio à Alemanha: Qual foi a sua experiência nas autobahns do país?

Até a próxima,
Rode


Im heutigen Artikel geht es um die weltweit beliebten deutschen Autobahnen. Jeder verbindet sie mit Schnellverkehr bzw. unbegrenzter Geschwindigkeit.

Vergleicht man die deutschen Straßen mit denen in Brasilien, so kommen die Autobahnen hier im Lande sicherlich sehr gut dabei weg. Was viele Brasilianer aber nicht wissen, ist die Tatsache, dass es auch hier stockenden Verkehr und jede Menge Staus gibt, sowie unzählige Baustellen und Unfälle.

Darüber hinaus werden deutsche Autobahnen nicht selten mit Hitler in Verbindung gebracht. Viele glauben, er habe sie erfunden. In Wirklichkeit hat aber Konrad Adenauer im Jahr 1932 – damals als Oberbürgermeister von Köln –  die erste Autobahn für den öffentlichen Verkehr freigegeben. Es war nämlich die Strecke von Köln nach Bonn.

Seit einiger Zeit werden öffentliche Debatten über die Einführung eines bundesweiten Tempolimits auf Autobahnen geführt. Gehört ihr zu den Gegnern oder Befürwortern dieser Debatte?

Wenn ihr Besuch aus Brasilien bekommt, muss (zumindest) eine kleine Fahrt auf der Autobahn drin sein. Vor allem die Männer dürften sich sehr über eine solche schnelle Erfahrung freuen:)

Bis zum nächsten Mal
Rode
————————–
Blog: www.entre-duas-culturas.de
Facebook: https://www.facebook.com/entre.duas.culturas
Instagram: @entre_duas_culturas
Twitter: @entre2culturas

 

Veröffentlicht von Rode

Brasileira, residente na Alemanha, docente universitária e blogueira apaixonada por idiomas e viagens | Brasilianerin in Deutschland, Uni-Dozentin und Bloggerin mit einer großen Leidenschaft für Sprachen und Reisen

19 Kommentare

  1. Ola! Estou indo para alemanha daqui a 15 dias e vou alugar. Carro pra fazer o trajeto de frankfurt até fussen. Gostaria de saber sobre sinalização de transito nas estradas . Vocês tem alguma dica eue achem importante?

  2. Parabéns pelo seu trabalho informativo! Venho acompanhando desde de que soubemos que viríamos passar uma temporada de 3 anos em Hannover. Sobre a matéria, vive essa experiência este final de semana! De Hannover a Berlim confesso pra quem vem do Brasil onde as estradas são de péssimas condições, aqui nos encoraja a pisar um pouco mais o pé no acelerador! Deu até um frio na barriga kkkkk Mas é verdade sobre acidentes, houve um engarrafamento em um trecho e o motivo foi um acidente, não me pareceu que teve vítimas mas os carros sofreram alguns danos. Então mesmo com essa liberdade todo cuidado é pouco. Mas o que percebi é que os motoristas eles respeitam alguns cuidados básicos de segurança como a distância entre um carro e outro bem diferente da cultura dos motoristas brasileiros!

    • Olá, Vera!
      Que bom que o blog é de proveito pra você!
      Realmente a qualidade das estradas daqui é ótima! Já me acostumei e às vezes me esqueço de que este não é o padrão mundial… Mas sempre sou lembrada disso quando volto de viagem do Brasil pra cá… rsrsrs.
      Abraços!
      Rode

  3. Was wären wir Deutschen ohne Autobahnen ^^

    Ich würde ja gern etwas über das brasilianische Motorisierung erfahren. Es hat mich z.B. erstaunt, dass man einen Führerschein nicht ein Leben lang hat, sondern dass man den immer wieder erneuern muss. Oder ist mein Wissenstand hier falsch?

    • Hallo, Sabine!
      Ich bin auch nicht mehr so up to date… Werde mich bald informieren und berichten!

    • Hallo Sabine, in Brasilien muss man ab dem 40. Geburtstag alle 5 Jahren wieder sich einer ärztlichen Untersuchung unterziehen, um den Führerschein behalten zu dürfen.
      Dabei handelt es sich um Untersuchungen über die Konzentrations- und Reaktionsvermögen, so wie Sehensfähigkeit.
      Jedes Mal, wenn ich von Unfälle höre, die von alten Menschen verursacht werden, die vielleicht nicht mehr in der Lage zu fahren sind, muss ich daran denken, dass es schon höchste Zeit wäre, solche Untersuchungen in Deutschland einzuführen.
      Das ist für mich sehr widersprüchlich, wenn man sieht, was alles in Deutschland zur Verbesserung der Sicherheit gemacht wird.
      Es liegt wahrscheinlich an der Lobby der Automobilindustrie, leider.
      Viele Grüße
      Adriana

  4. Quando estive na Alemanha, fotografei a placa indicando a cidade de Solingen, terra natal de meus ancestrais, fiquei muito feliz, e o familiar alemão que me buscou, parou o carro e fiz a foto, show de bola as estradas alemãs, fiquei hospedado em Dusseldorfd, passei em Moers, Colonia, indescritivel ainda mais que conheci locais nunca imaginados, até o local que nasceram e casaram meus triavós: Carl Reinhart Tückmantel cc Bertha broch, que vieram ao Brasil em 1862, visitem meu blog http://www.familiatuckmantel.blogspot.com

  5. Oi Rode, já li vários assuntos no seu blog e acho bem legal e informativo teu trabalho. Como você pediu para avisar se faltava algo, te digo do que eu senti falta: sería interessante explicar como são contruídas as Autobahns na Alemanha, à base de concreto. Uma contrução muito mais resistente e duradoura do que conhecemos no Brasil, o que se reflete também na qualidade e segurança. O preço de 1 Metro de Autobahn é de EUR 1.000.000!! O que também acho importante comentar é toda as medidas de seguranças que há em torno da Autonahn, que não é permitido parar na Autobahn, somente nos estacionamentos especias. Que não há possibilidade de atravessá-la como se pode fazer nas estradas no Brasil, mesmo que uma Autobahn corte uma cidade, as medidas de segurança para impedir o acesso à Autobahn por pedestres e bicicletas é tão grande, que o acesso é praticamente impossível.
    Espero ter podido conteibuir com algo para o seu Blog.

  6. Olá!!! Parabéns pelo texto!!!
    Vamos viajar agora no meio de março e decidimos esticar 3 dias em Colônia para conhecer e andar em algumas autobahns… (bate e volta).
    Você nos sugere que trechos pra conhecer (sem ser com transito)… kkkk

    • Olá, Alice!
      Infelizmente só pude te responder agora… Que pena! Espero que vocês tenham tido uma ótima viagem!
      Abs.*

  7. Viajar de carro pela Alemanha é opção imperdível. Claro que as opções aéreas e ferroviárias também são ótimas, mas transitar dirigindo o próprio veículo, com a possibilidade de paradas em locais não programados, é o que permite conhecer os recantos e encantos do país.
    Melhor ainda é fazê-lo em estradas muitíssimo bem conservadas, com sinalização perfeita, e com a possibilidade de imprimir velocidades altas com mínimo risco.
    É experiência que recomendo.

  8. Ich lebe seit vielen Jahren in Deutschland, und können alle diese Verhältnisse . Sou Palmitense e vivo a muitos anos aqui na Alemanha .

  9. Olá Rode, Parabéns para a sua iniciativa de elaborar esses textos e fotos.
    Morei entre 1998 e 2000 em Wolfsburg, trabalhando no projeto do Novo Polo pela Volkswagen do Brasil.
    Acrescento no seu texto, que as estradas tem limites de velocidade de 130 km/h em curvas e descidas acentuadas, e velocidades livres nas retas planas.

Schreibe einen Kommentar

Pflichtfelder sind mit * markiert.